O impacto da pandemia para software houses despreparadas

O impacto da pandemia para software houses despreparadas

As medidas de contenção adotadas em decorrência da pandemia causada pelo novo coronavírus gerou grandes impactos nas empresas de softwares despreparadas. As que ainda não estavam nem com o seu posicionamento online e nem com seus serviços preparados para a nuvem e ambiente online sofreram os maiores impactos, uma vez que muitos negócios se viram obrigados a funcionar de portas fechadas.

Para os empresários que atuam por meio de relacionamento interpessoal com seus clientes e fornecedores, o distanciamento social é um grande desafio a ser superado para garantir a sobrevivência da empresa.

Diante esse cenário, especialistas apontam que, no último mês, a busca online por informações sobre Marketing Digital e Delivery teve recorde histórico. Isso demonstra que boa parte dos gestores já percebem que a crise tende a se agravar para aqueles que não possuem uma estrutura online. Esses estão buscando maneiras de diminuir o impacto da pandemia para software houses.

Marketing digital teve um aumento médio de 50% nas buscas do primeiro para o segundo trimestre de 2020 e o Delivery 400% de aumento no mesmo período, tendo o pico no mês de março de 2020 (conforme gráfico abaixo).

O impacto da pandemia para software houses despreparadas - pesquisa sobre delivery no Google

Tendências

O aumento do uso de ferramentas tecnológicas nas empresas em geral já é uma forte tendência para atividade empresarial.

O COVID-19 acelerou o processo de modernização dos negócios que estavam com boa base apenas off-line e se viram na necessidade da presença de suas marcas e estruturas de atendimento em plataformas online.

E para que o impacto da pandemia para software houses te atinja o mínimo possível e consiga manter a sua sustentabilidade durante este momento de crise, é importante que o gestor esteja atento a alguns pontos importantes, tais como:

E-commerce e Vendas online: As vendas por plataformas digitais, aplicativos e lojas online estão em alta e aumentarão ainda mais.

Cancelamentos e renegociações: A alteração do modo de trabalho neste momento e o impacto nos negócios dos seus clientes poderão exigir uma ação imediata sua quanto a suspensão ou renegociação de alguns contratos e serviços. Se você se antecipar e tomar uma ação antes do seu cliente, pode evitar cancelamentos de recorrência.

Nós também atuamos com serviço de recorrência e essa estratégia deu muito certo. No primeiro pedido de renegociação já definimos uma rota de ação e aplicamos benefícios diferenciados para cada perfil de cliente. Resultado: nenhum cancelamento.

Como o marketing digital pode te ajudar

Marketing digital em um resumo bem simplificado é o uso de estratégias online para atrair e criar um relacionamento com as pessoas, a fim de vender produtos e serviços, ou seja, é a promoção de produtos e marcas com o uso de mídias digitais.

A quarentena intensificou a necessidade das empresas se adequarem às estratégias digitais ou ainda de adequação das estratégias digitais já implementadas.

No caso dos nossos clientes, toda estratégia digital, cronogramas de temas e postagens nas mídias sociais foram reestruturados. Para que estejam alinhados com o efeito causado pela pandemia em cada segmento.

Veja, a seguir, 3 dicas de marketing digital para o seu negócio:

1. Implemente a cultura digital no seu negócio

Possuir um site e um perfil nas redes sociais é o primeiro passo para remodelar sua empresa no atual contexto. Exposição de marca, atendimento e venda online por meio de aplicativos de mensagens instantâneas e redes sociais são uma alternativa eficiente.
Outro ponto importante é aderir ao pagamento online, porque as transações são mais seguras.

2. Fortaleça o contato com seus clientes

Tenha a lista de contato de seus clientes já cadastrados, sempre os mantenha informado sobre ofertas e serviços.

É imprescindível que você ofereça um bom atendimento, pois a tendência durante a crise é que o consumo seja reduzido. E, também, bem mais restrito, resultando em uma maior seletividade por parte do consumidor.

Conserve uma boa imagem da sua marca para seus clientes continuarem a consumir na sua empresa e indicarem seus serviços e produtos para outras pessoas.

3. Adeque seus colaboradores para o novo cenário

Seus funcionários podem contribuir para fortalecer a sua marca em redes sociais e estimular a venda de produtos, seja por meio da interação online com clientes e potenciais consumidores, seja por meio do gerenciamento básico das redes.

Ter uma comunicação online sobre seus produtos e serviços faz com que a venda será através de “branding”, ou seja, por meio da força da marca. Uma estratégia bastante rentável e lucrativa para o negócio.

Outra sugestão para minimizar o impacto da pandemia para software houses é a criação de conteúdo exclusivo para seus clientes. Pois ter um diferencial, criar soluções criativas e dinâmicas gera fortalecimento da sua marca e contribuirá para superar este momento de crise.

E você, como se posicionou? Qual foi o seu movimento durante a pandemia?

Flávia Pissolatto
Sobre

Apaixonada e atuante na área de comunicação e marketing há 20 anos em empresas de diversos portes e segmentos, hoje me dedico a melhorar os resultados de marketing de empreendedores e empresários. Sócia fundadora da Agência Ad.6 e Owner na Byte Comunicação

Deixe um comentário

Open chat